Segunda-feira, 27 de Junho de 2011

 

A chamada Catedral do Ártico fica no continente, em frente a Tromso. Para a visitarmos, partindo da cidade, há que atravessar a ponte que liga a ilha ao continente, e que tem mais de um quilómetro de comprimento, com um grande arco central, para deixar passar os enormes paquetes de cruzeiros.

 

A Catedral foi projectada por Jan Inge Hovig, em 1965. Toda em betão e com forma triangular, tem um vitral com 23 metros de altura, da autoria de Victor Sparre, que cobre toda a parede leste.

 

Contornando a catedral e subindo mais um pouco, chegamos ao teleférico que nos leva até ao cimo do monte que domina Tromso.

 

Estive lá em junho 2011.


 

Tromso é a porta de entrada para as expedições no Ártico. Daí a importância desta espécie de aquário-museu, chamado Polaria.

 

Depois de desfrutarmos de um filme sobre o Ártico, projectado em cinco écrans, visitamos o aquário que, para quem tem um tão bom, em Lisboa, não é grande coisa.

 

O mais interessante é, sem dúvida, o próprio edifício, que faz lembrar peças de dominó a cairem ou livros numa estante.

 

Estive lá em junho 2011.


Sábado, 25 de Junho de 2011

 

Tromsoya é uma pequena ilha, situada entre o continente norueguês e outra ilha, Kvaloya.

 

Com cerca de 30 mil habitantes, é nesta ilha que se situa a cidade de Tromso, a mais populosa cidade no norte da Noruega.

 

A foto foi tirada depois de subir o teleférico que te leva a cerca de 400 metros de altitude, no cimo do Monte Storsteinen, que fica no continente.

 

A vista espectacular, melhorada pela luz própria de um dia de verão ártico, faz com que Tromso seja um dos locais mais bonitos que visitei até hoje.

 

Estive lá em junho 2011.


Quarta-feira, 22 de Junho de 2011

 

Não está correcto dizer-se que vemos o sol da meia-noite. De facto, o sol é sempre o mesmo, qualquer que seja a hora em que o vemos. O sol da meia-noite não é diferente do sol das 5 da tarde ou das 8 da manhã.

 

Devemos, então, dizer que vimos o sol à meia-noite.

 

Foi o que fizemos a norte de Tromso, numa ilha chamada Kvalaya, mesmo em frente ao mar de Barents.

 

Aqui é que as noites são mesmos brancas.

 

Estive lá em junho de 2011.



.sobre
breves apontamentos sobre os locais que já visitei.

visitantes andam por aqui.
.posts recentes

. Catedral do Ártico, Troms...

. Polaria, Tromso

. Tromsoya, Noruega

. O Sol à meia-noite, Troms...

.tags

. todas as tags

.pesquisar
 
.mais sobre mim
.arquivos

. Outubro 2014

. Março 2014

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

.estiveram aqui recentemente
Isso e muito lindo
Ainda ontem jantei uma dourada que quase pesava 1K...
Boa tarde, Estive a ver atentamente este blog e ad...
Estaline queria que o metro fosse um ´´espelho`` d...
Já estive lá, fiquei encantada com as construções!...
.links
blogs SAPO
.subscrever feeds