Segunda-feira, 28 de Junho de 2010

 

Passar a fronteira entre a Estónia e a Rússia ainda é um hino à burocracia.

 

Depois de deixarmos Narva, a cidade fronteiriça da Estónia, chegamos ao primeiro posto, onde se levantam os impressos que, depois de preenchidos, serão entregues no 3º posto, 200 metros mais à frente, depois de passarmos esta ponte. Entretanto, no 2º posto, são mostrados e carimbados os passaportes por uma jovem polícia com ar muito zangado.

 

No 3º posto, um jovem barrigudo e uma mulher-polícia com uma lanterna, recebem os impressos e verificam que estão mal preenchidos. Depois de preenchidos novos impressos, espiolham o carro por completo, motor e porta-bagagens. Vem, depois, um militar de camuflado e um cocker que snifa todo o carro. No final, os impressos levam com o carimbo da ordem.

 

No 4º posto, que é logo ali, entregamos os impressos, que são mais uma vez carimbados e anotados por outra mulher-polícia. Finalmente, andamos cerca de 100 metros e, num 5º posto, os passaportes são novamente inspecionados.

 

Finalmente, 3 horas depois, estamos em Vyborg, a cidade fronteiriça do lado da Rússia.

 

Na fronteira entre a Rússia e a Finlândia, a bordo do Expresso Sibelius, a espera é apenas de 45 minutos, mas uma mulher-polícia russa ainda nos vem perguntar se levamos álcool ou tabaco e exige que lhes mostremos os euros!

 

Estive em ambas as fronteiras em junho de 2010.


Segunda-feira, 23 de Novembro de 2009

 

Situada nas margens do rio Reno, Basileia é a segunda maior cidade suíça, com cerca de 830 mil habitantes.


A foto documenta bem a zona industrial da cidade: Basileia é um importante centro da indústria química e farmacêutica, sendo sede, por exemplo, da Novartis, da Hoffman-La Roche e Ciba. Foi nesta cidade que nasceram produtos tão diversos, e tão famosos, como a Araldite, o Valium, o LSD, o Rohypnol ou o DDT.


Estrategicamente situada no noroeste da Suíça, Basileia tem fronteiras com a Alemanha e a França.


Estive lá em novembro de 2002.


Quarta-feira, 7 de Outubro de 2009

 

As Cataratas do Iguaçu são formadas por 275 quedas de água, na fronteira entre a Argentina e o Brasil.

 

O rio Iguaçu nasce no Brasil, da confluência de dois outros rios e, depois de um percurso de cerca de mil quilómetros, desagua no rio Paraná. Antes da foz, quando a sua largura atinge os 1200 metros, o Iguaçu cai numa falha tectónica com cerca de 70 metros de altura e proporciona um espectáculo difícil de igualar.

 

A foto ilustra a visão argentina das cataratas, que é mais próxima - tão próxima que é impossível não se ficar ensopado. O ar está sempre cheio de uma poalha de gotículas de água, constantemente perfurada por andorinhas que fazem ninho nas escarpas.

 

O primeiro ocidental a avistar Iguaçú ("água grande", em guarani), foi o conquistador espanhol Álvaro Nunes Cabeza de Vaca, em 1542. Os Parques nacionais, brasileiro e argentino, são Património da Humanidade.

 

Estive lá em outubro de 2007.


Quarta-feira, 30 de Setembro de 2009

 

O Monte Branco é a mais alta montanha da Europa Ocidental, com 4 808 metros de altitude. Situado na fronteira entre a França e a Itália e fazendo parte dos Alpes é difícil de dizer se o seu ponto mais alto se encontra do lado francês ou do lado italiano.

 

 

Do lado francês, Chamonix  (1030 metros de altitude) é a cidade de onde parte o teleférico, dividido em duas secções: na primeira, sobe-se até aos 2317 metros; na segunda, vamos até aos 3842 metros, até à Aiguille du Midi (de onde a foto foi tirada). E ainda faltam mais 600 metros para chegar ao topo.

 

 

O Mont Blanc, ou Monte Bianco, foi declarado Património da Humanidade por ser considerado o berço do moderno montanhismo.

 

 

Estive lá em setembro de 1995.


Terça-feira, 29 de Setembro de 2009

 

As Cataratas do Niagara são formadas por três secções: as Horseshoe Falls (na imagem), que caem, quase todas, em território canadiano, as American Falls e as Bridal Veil Falls, que ficam no lado norte-americano.


O Rio Niagara liga o Lago Erie ao lago Ontário, ambos no Canadá e, durante o seu percurso, serve de fronteira entre este país e os Estados Unidos.


As Horseshoe Falls têm cerca de 790 metros de largura e caem de uma altura de 53 metros, debitando, na estação alta, mais de 200 mil metros cúbicos de água por segundo, o que torna as Niagara Falls das mais volumosas do mundo.


As Cataratas do Niagara fazem fronteira entre os estados de Ontário, no Canadá e Nova Iorque, nos EUA. De cada lado, duas pequenas cidades, estão cheias de lojas e casinos para caçar turistas, numa profusão de néons e barulheira que quase se sobrepõe ao roncar permanente das cataratas.


Estive lá em maio de 1997.

 



.sobre
breves apontamentos sobre os locais que já visitei.

visitantes andam por aqui.
.posts recentes

. Fronteira entre a Estónia...

. Basileia

. Cataratas de Iguaçu

. Mont Blanc

. Horseshoe Falls, Niagara

. Esztergom, Hungria

. Thousand Islands, Canadá

.tags

. todas as tags

.pesquisar
 
.mais sobre mim
.arquivos

. Outubro 2014

. Março 2014

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

.estiveram aqui recentemente
Isso e muito lindo
Ainda ontem jantei uma dourada que quase pesava 1K...
Boa tarde, Estive a ver atentamente este blog e ad...
Estaline queria que o metro fosse um ´´espelho`` d...
Já estive lá, fiquei encantada com as construções!...
.links
blogs SAPO
.subscrever feeds