Terça-feira, 10 de Agosto de 2010

 

Em Riga, capital da Letónia, o principal mercado ocupa quatro antigos hangares de zepelins, o que faz com este seja o maior mercado dos países bálticos.

 

Depois, da 1ª Guerra, os alemães abandonaram estes hangares e, depois de algumas obras de adaptação, abriram ao público em 1930, como Mercado Central.

 

Cada hangar tem os seus produtos: legumes e fruta, carnes e charcutaria, e muito peixe fumado. E muitos souvenirs, claro, porque o mercado é ponto obrigatório de passagem para os turistas.

 

Estive lá em junho de 2010.


Domingo, 4 de Julho de 2010

 

Na capital da Letónia, no mês de Junho, o sol também quase que não se põe. A foto foi tirada da varanda do 10º andar do Albert Hotel, por volta das 22h30.

 

O Albert Hotel, situado no centro da cidade, tem Albert Einstein como tema, as paredes estão decoradas com fórmulas matemáticas e o restaurante é uma espécie de biblioteca, com livros de física e matemática.

 

No último andar, fica o bar, com a varanda que permite este panorama, no qual se destaca a torre da catedral (Doma Baznica), que tem 90 metros de altura. Originalmente construída no século 13, esta é a maior catedral luterana do Báltico.

 

Estive lá em junho de 2010.


 

Estes três edifícios, situados na parte antiga de Riga, são os mais antigos da cidade e são conhecidos com "Três Irmãos". Em Tallinn, na Estónia, existem três edifícios muito idênticos, conhecidos como "As Três Irmãs".

 

O mais antigo é o edifício branco, que data do século 15; o amarelo foi construído em 1646 e o verde é o mais recente, datando do século 18.

 

No edifício branco fica o Museu de Arquitectura de Riga.

 

Estive lá em junho de 2010.


 

O chamado Bairro Art Nouveau é formado por um conjunto de ruas cheias de prédios com fachadas ricamente decoradas.

 

Situado no coração de Riga, capital de Letónia, o bairro inclui as ruas (ielas) Elisabetes, Strelnieku e Alberta e é a mais impressionate colecção de edifícios de arte nova do mundo.

 

A maior parte destes prédios data do final do século 19 e princípios do século 20 e muitos deles têm a assinatura do arquitecto russo Mikhail Eisenstein, caracterizando-se por varandas de ferro forjado, linhas geométricas, bustos e estátuas a apoiar as varandas ou nos tectos dos edifícios.

 

Estive lá em junho de 2010.


Segunda-feira, 28 de Junho de 2010

 

A 20 km a sudoeste de Riga, fica Jurmala (significa "costa").

 

Trata-se de um conjunto de elegantes casas, muitas delas de madeira, que se entedem por 33 km. Em frente, o golfo de Riga, e uma praia de areia branca e bandeira azul. Brejnev e outros altos dirigentes soviéticos, quando escolhiam o Báltico como destino de férias, era para Jurmala que vinham.

 

Com cerca de 55 mil habitantes, Jurmala é a quinta maior cidade da Letónia.

 

Estive lá em junho de 2010.



.sobre
breves apontamentos sobre os locais que já visitei.

visitantes andam por aqui.
.posts recentes

. Centraltirgus, Riga

. Pôr-do-sol em Riga

. Tris Brali, Riga

. Edifícios "arte nova", Ri...

. Jurmala, Letónia

. Melngalvju Nams, Riga

.tags

. todas as tags

.pesquisar
 
.mais sobre mim
.arquivos

. Outubro 2014

. Março 2014

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

.estiveram aqui recentemente
Isso e muito lindo
Ainda ontem jantei uma dourada que quase pesava 1K...
Boa tarde, Estive a ver atentamente este blog e ad...
Estaline queria que o metro fosse um ´´espelho`` d...
Já estive lá, fiquei encantada com as construções!...
.links
blogs SAPO
.subscrever feeds