Domingo, 22 de Janeiro de 2012

 

Em 1147, D. Afonso Henriques conquistou este castelo aos Mouros. D. Sancho I e, depois, D. Fernando, introduziram grandes alterações mas, com os tempos, a importância do castelo foi diminuindo e, sobretudo depois do terramoto de 1755, a construção ficou em ruínas.

 

Foi D. Fernando II que, com a construção do vizinho Palácio da Pena, se interessou pelo castelo, reconstruindo-o, em grande parte.

 

Com 450 metros de perímetro, o Castelo dos Mouros domina, do alto da serra de Sintra. Panorama soberbo. Para lá chegar, há que trepar!

 

Estive lá, novamente, em janeiro de 2012


 

O Palácio da Pena não está só. Dona Maria II e, sobretudo, o seu marido, D. Fernando II, foram os impulsionadores da criação de um parque com 200 hectares, que se espraia, encosta abaixo, a partir do Palácio.

 

Podemos perder-nos nestes caminhos, pesquisando as várias espécies arbóreas e passeando por pontes e fontes até chegarmos, cá em baixo, ao Lagos, como este, que a foto documenta, com uma torre medieval que serve de casa para os patos.

 

Estive lá em janeiro de 2012.


Sábado, 21 de Janeiro de 2012

 

O Palácio da Pena existe graças a D. Fernando II, rei consorte, isto é, esposo da verdadeira raínha, D. Maria II. Foi dele a ideia de aqui construir um Palácio/Castelo, ao estilo dos castelos românticos do Reno.

 

Para esse efeito, contratou o mineralogista germânico, Barão Von Eschewege, que era um arquitecto amador, mas muitas das peculariedades do Palácio devem-se às ideias de D. Fernando.

 

O que é certo é que o conjunto arquitectónico é único e a sua localização, num dos topos da serra de Sintra, fazem com que o Palácio da Pena seja uma das maravilhas de Portugal.

 

Estive lá, outra vez, em janeiro de 2012.


 

Qualquer passeio a Sintra deve incluir o Cabo da Roca, que fica no extremo ocidental da Serra de Sintra.

 

Tão ocidental ele fica que é, exactamente, o ponto mais ocidental do continente europeu.

 

Do alto dos seus 140 metros, podemos vislumbrar o Atlântico imenso. Ao fundo, vislumbra-se, na foto, a chamada Pedra da Ursa.

 

Camões dizia que era aqui que a terra termina e o mar começa. Tinha razão.

 

Estive lá em janeiro de 2012.


 

O Convento de Santa Cruz da Serra de Sintra, ou Convento dos Capuchos, foi edificado em 1560 e é notável o modo como a sua construção quase não tem impacto no ambiente, uma vez que as várias dependências se fundem com os penedos e outros acidentes da serra.

 

O Convento também é conhecido como Convento da Cortiça, uma vez que este material foi usado pelos monges como isolante, em portas e janelas.

 

Estive lá em janeiro de 2012.



.sobre
breves apontamentos sobre os locais que já visitei.

visitantes andam por aqui.
.posts recentes

. Castelo dos Mouros, Sintr...

. Parque da Pena, Sintra

. Palácio da Pena, Sintra

. Cabo da Roca

. Convento dos Capuchos, Si...

. Penha Garcia

. Portas do Ródão

. El Capitan, Yosemite

. Belmonte

. Pinhel

.tags

. todas as tags

.pesquisar
 
.mais sobre mim
.arquivos

. Outubro 2014

. Março 2014

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

.estiveram aqui recentemente
Isso e muito lindo
Ainda ontem jantei uma dourada que quase pesava 1K...
Boa tarde, Estive a ver atentamente este blog e ad...
Estaline queria que o metro fosse um ´´espelho`` d...
Já estive lá, fiquei encantada com as construções!...
.links
blogs SAPO
.subscrever feeds