Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Já lá estive

breves apontamentos sobre os locais que já visitei

27
Jun11

Fjaerlandfjorden, Noruega

artur

 

O fiorde Fjaerland é um dos braços em que se ramifica o Sognefjorden.

 

Percorrendo-o, a partir de Balestrand, demoramos cerca de hora e meia até chegar a Fjaerland, uma pequena vila com pouco mais de cem habitantes, mas que tem uma creche, uma escola, um campo de futebol, uma piscina e várias livrarias, entre as quais, uma das maiores livrarias do mundo com livros em segunda mão (cerca de três mil volumes).

 

Fjaerland também é conhecida como a Cidade dos Livros e dizem-nos que, aos sábados, os habitantes se juntam para ler um livro em conjunto...

 

A partir desta localidade, podemos ir visitar o maior glaciar da Europa, o Jostedal.

 

Estive lá em junho de 2011.

27
Jun11

Balestrand, Noruega

artur

 

Balestrand fica a 4 horas de ferry de Bergen, no Sognefjorden e é um dos locais mais bonitos que visitei até hoje.

 

Trata-se de uma pequena vila com pouco mais de 1600 habitantes, com casas de madeira coloridas rodeadas de jardins cheios de flores silvestres. A maior parte das casas não tem cercas e as que as têm, não têm portões. Ao fim da tarde, é ver os habitantes a cuidarem dos seus jardins, arrancando as ervas daninhas até à estrada (não ficam à espera que alguém da Câmara lá vá fazer esse trabalho).

 

A beleza da paisagem, o fiorde, as montanhas, a tranquilidade, atrai muitos turistas, razão pela qual Balestrand tem muitos hotéis, entre os quais, o inegualável Kvikne.

 

Estive lá em junho 2011.

22
Jun11

Kvikne´s Hotel, Balestrand

artur

 

Em 1752 já existia, neste local, em Balestrand, uma casa de hóspedes. Ole Kvikne comprou-a e transformou-a num hotel ao estilo suíço. Foi-o aumentando, à medida que os turistas foram aumentando, chegando a ter dois edifícios.

 

Em 1912, o edifício mais velho foi demolido e manteve-se este, que se vê na foto, entretanto aumentado, tendo agora capacidade para 200 pessoas. É um dos maiores edifício totalmente em madeira, do mundo.

Nas traseiras, construiu-se, nos anos 60, um edifício para outras 200 pessoas.

 

Ainda hoje a família Kvikne está à frente deste lindíssimo hotel. A sua localização, mesmo à beira das águas do Sognefjord, confere-lhe um sabor único.

 

Os interiores também são muito bonitos, com uma extensa colecção de pinturas e um mobiliário peculiar, com cadeiras de madeira esculpida, decoradas com cabeças de dragões.

 

Estive lá em junho 2011.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Também já lá estive

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D